Saindo do armário

junho 22, 2009 at 1:21 pm 5 comentários

Parece piada, mas já fiz regime de engorde. Seguia um rígido cardápio de muitas calorias pra tentar tirar aquela forma de tábua que me fazia parecer um gurizinho.
Em algum momento relâmpago o corpo deu uma pequena transformada. Virei uma adolescente com pouco peito, nada de cintura, e nenhuma satisfação.
Não tive nem tempo de entender que aquele seria o meu corpo e que teria que me acostumar com isso, quando 12 quilos chegaram sem aviso prévio. Do dia pra noite, o gurizinho virou uma gordinha, que continuava odiando o que via no espelho. E de gordinha a mulher ioiô, foi um passo.
Deve ter sido nessa época, que acumulei em uma pasta centenas de dietas. E destas centenas, fiz dezenas. E fazendo elas, emagreci. E engordei. Dezenas de vezes, por mais ou menos uma dezena de anos.
Os anos passaram, o metabolismo mudou, ganhei uma gastrite, e uma úlcera, tomei alguns pés na bunda, mudei hábitos, comecei a correr, parei de me pesar. E a soma disso tudo fez com que eu estacionasse finalmente o ponteiro da balança. Nesse mesmo momento, cansei. Cansei de ser eternamente insatisfeita e decidi gostar daquilo que via no espelho.
Odeio ter peito pequeno, detesto ter nariz grande, conheço cada furo de celulite desta bunda, definitivamente nunca vou ter a barriga dos meus sonhos muito menos curvas de violão.
Mas mesmo assim corro de biquíni na praia pra buscar a bolinha de frescobol, sem canga. E saio da cama com a luz do dia batendo em mim, sem roupa. E ando por aí com um sorriso no rosto, sem vergonha.
Hoje sequer sei quanto peso, e isso é um peso a menos pra mim.
DSC07025

Kelen G. Tomazelli

Entry filed under: Uncategorized.

Black Rebel Motorcycle Club – Não se Reprima Moment No clima de Não se reprima: comercial da Batavo e um video com a música cantada pela Tatiana Parra

5 Comentários Add your own

  • 1. Vica  |  junho 22, 2009 às 3:33 pm

    Bah, Kelen, só acredito nisso vendo. Mas acho que não se pesar, parar de noiar, é o melhor. A frase final diz tudo.

    Responder
  • 2. PRISCILA DOS SANTOS MACHADO  |  junho 22, 2009 às 4:21 pm

    Identifiquei-me com o texto! Ainda hoje estava comentando com uma amiga, que estou sempre na função de emagrecer, faz tempo que sou a mulher ioio, embora nos últimos tempos os quilos a mais já não sejam tão a mais quanto em outros tempos, em compensação os tão sonhados 49 kg fazem parte de um passado distante.
    Agora procuro independentemente de estar mais magra, ou com excesso de gostosura, manter um bom sorriso no rosto, tenho consciência de que importante é ser feliz e quem gosta de verdade, gosta mais magra, mais gordinha, não é?

    Responder
  • 3. Karinny Cezar  |  junho 22, 2009 às 6:03 pm

    Kellen você é magra amiga!!!
    Agora está no camiho pra ser gata-sarada também! Tá mais que certíssima!

    Responder
  • 4. Gabriella Barreto  |  junho 22, 2009 às 7:10 pm

    Adorei o texto. Me identifiquei com cada linha e furinho de celulite (mas na foto não tem nenhuma viu).

    Responder
  • 5. Monica  |  junho 22, 2009 às 9:35 pm

    Lindo texto Kelen.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Tópicos recentes

Páginas

junho 2009
S T Q Q S S D
    jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

%d blogueiros gostam disto: